Como saber que uma criança tem altas habilidades?

Como saber que uma criança tem altas habilidades?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que 5% da população têm algum tipo de alta habilidade.

Alta capacidade verbal e de abstração, memória e pensamento rápido são algumas das características que nos deixam maravilhados quando nos deparamos com uma criança com altas habilidades.

Gustavo Saldanha, de apenas 8 anos de idade, foi destaque dos noticiários nos últimos dias, por ser o brasileiro mais jovem aceito na Mensa Internacional – organização não governamental, presente em 100 países, com pouco mais de 100 mil membros. Tem a missão de identificar e fomentar a inteligência humana para benefício da sociedade, incentivar pesquisas e fornecer ambiente intelectual e socialmente estimulante para seus membros. Conhecida como clube dos gênios, é a mais famosa sociedade de alto QI (Quociente de Inteligência).

Assim como Gustavo, no Brasil, de acordo com o site www.agenciabrasil.ebc.com.br, o Censo Escolar 2020, registrou 24.424 estudantes com perfil de altas habilidades/superdotação matriculados na educação especial, mas o número real pode ser ainda maior. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que 5% da população tem algum tipo de alta habilidade.

É importante destacar que existe uma diferença pequena entre uma criança inteligente e uma criança com altas habilidades. Abaixo separamos algumas características para que você possa entender melhor essa diferenciação.

A diferença entre uma pessoa inteligente e altas habilidades

Inteligente Altas habilidades
São reconhecidas como indivíduos com vasto conhecimento e habilidades, as quais normalmente são voltadas para o campo das ciências exatas.

Possuem habilidade de raciocinar, resolver problemas, aprender com as experiências de vida e se adaptar às novas situações.

Possuem diferentes capacidades que derivam da inteligência geral que influencia em todas as funções cognitivas, como memória, atenção, linguagem, percepção, entre outras, segundo o psicólogo britânico Charles Spearman.

Pessoas que vão muito bem em uma determinada área, normalmente se saem melhores em outras. Exemplo: um pianista pode não ser o melhor flautista, mas desempenhará melhor que outras pessoas devido à sua alta inteligência musical.

Capacidade mental elevada, a qual garante uma performance acima da média em vários campos da inteligência ou em uma única área. É um fenômeno natural, inerente ao ser humano superdotado desde o seu nascimento.

Fatores hereditários e ambientais são apontados como colaboradores da superdotação já que uma criança superdotada alcança a excelência com mais facilidade em um ambiente propício para tal.

Algumas características de uma criança superdotada, podem ser identificadas desde bebê: engatinham mais cedo que os demais; possuem vocabulário rico para a idade; memória aguçada; maior capacidade de atenção; são persistentes; interesse precoce por leitura e conhecimento geral; habilidade com cálculos; curiosidade excessiva; entre outros…

Fonte: Site Vittude

Como medir a inteligência de uma pessoa

É possível medir a inteligência de uma pessoa através do teste de QI, o quociente de inteligência, o candidato responde uma série de atividades com o intuito de avaliar a sua capacidade de resolução.  Esse conceito foi criado pelo pedagogo e psicólogo francês Alfred Binet, conhecido por sua contribuição no campo da psicometria, sendo considerado o inventor do primeiro teste bem-sucedido de inteligência, a Escala Binet-Simon, que serviu de base para vários outros dos atuais testes de QI.

O valor de QI é medido através de testes que apresentam um conjunto de perguntas e que permitem avaliar diferentes áreas do pensamento. Existem testes que podem avaliar apenas uma habilidade do pensamento, enquanto outros avaliam várias.

Rodolfo Ambiel, doutor em psicologia com ênfase em Avaliação Psicológica pela Universidade São Francisco, explica: “É uma estimativa da habilidade cognitiva de uma pessoa, expressada por um valor, padronizado a partir da relação com a idade da pessoa avaliada, em geral variando de 50 a 150, com média em 100 e desvio padrão de 15.

De acordo com o site www.vittude.com.br, quando o quociente de inteligência é maior que 130, um indivíduo já pode ser considerado superdotado. Já pessoas com QI entre 120 e 129 são consideradas mais inteligentes que a média. Porém, o QI não é o único instrumento de mensuração da inteligência e altas habilidades. A criatividade e a competência física, por exemplo, são habilidades que não podem ser medidas através desse teste. Ele tem como foco a avaliação do raciocínio e capacidades lógicas e matemáticas. Para avaliar uma criança superdotada, é preciso considerar a sua personalidade e demais habilidades.

O teste de QI deve ser realizado por profissional ou órgão qualificado e especializado no assunto.

Ebook: 10 perguntas e respostas para compreender altas habilidades

Criado por Patrícia Gonçalves, Doutora em Educação e Giovanna Foltran Leal, Neuropsicologa, o ebook tem o objetivo de esclarecer dúvidas, informar e orientar pais, professores e demais profissionais da educação e da saúde sobre o tema superdotação.

Clique aqui para acessar o ebook!

Suporte necessário

Não podemos esquecer, que independente da condição, crianças são crianças e elas precisam de todo suporte, orientação e motivação dos pais e do sistema educacional para lidar com os desafios da sua faixa etária.

Ao identificar algum tipo de condição especial em sua criança, procure por ajuda psicológica, pois muitas vezes ao compreender-se as necessidades intelectuais e emocionais da criança, pode-se direcionar estratégias de socialização para um melhor desempenho em geral.

__

Somos uma empresa especializada em cuidadores e babás, há mais de 15 anos no mercado. Acompanhamos a adaptação durante a implantação do serviço, para que você e sua família se sintam seguros e confortáveis. Oferecemos:

 Serviços de Babás em São Paulo:

  • Babá período integral
  • Babá meio período
  • Babá folguista
  • Babá para crianças com necessidades especiais 

Serviços de cuidadores de idosos em São Paulo:

  • Cuidador para intrahospitalar
  • Cuidador para desospitalização / transição de cuidados
  • Cuidador para instituição de longa permanência
  • Cuidador para pessoas com necessidades especiais
  • Cuidador para acompanhamento em exames
  • Cuidador para acompanhamento domiciliar

Siga nosso Instagram!

grupo cuidar

 

Fontes:
CNN Brasil
Agência Brasil
Vittude