Qual a relação da atividade física e a memória no idoso?

Qual a relação da atividade física e a memória no idoso?

Movimentar-se faz muito bem para o cérebro, principalmente do idoso!

Um estudo publicado pela revista American Academy of Neurology, uma das mais conceituadas do mercado no mundo, afirma que a atividade física em idosos pode fornecer reserva cognitiva para manter a função independente do acúmulo de diversas patologias cerebrais. O estudo mostra que idosos que praticavam exercícios regularmente tiveram melhores resultados em testes de memória do que aqueles que não os realizavam.

O estudo afirma que o exercício físico atua positivamente em todo o corpo humano, estimulando alterações fisiológicas, cardiovasculares e, incentiva o crescimento de novos vasos sanguíneos e novas células cerebrais. Resultando na melhora das habilidades motoras e cognitivas em pessoas que estão no processo de envelhecimento.

O exercício físico e a memória

De acordo com Cibele M. Takahashi, fisioterapeuta e sócia-proprietária do Grupo Cuidar, muito se sabe que o envelhecimento positivo está ligado a um bom amadurecimento físico e psíquico construído ao longo dos anos, pois isso está relacionado diretamente à sua mobilidade, independência, forma de encarar a vida, na qualidade de vida e consequentemente aos níveis de felicidade de uma pessoa.

Estudos mostram que pessoas que praticam regularmente atividades físicas tem um melhor desempenho cognitivo e na memória em relação aos sedentários. Os desafios de aprender novas atividades estimulam os neurotransmissores e melhoram as funções cerebrais, pois ocorre uma melhor circulação sanguínea no corpo e no cérebro. Há liberação de substâncias que promovem melhora do humor, ansiedade e estresse, quadros que agravam a perda da memória.

Uma pessoa ativa mantém-se mais disposta em suas funções sociais e possui melhor autoestima. Os benefícios do exercício físico vão da ordem emocional, cognitiva, motora e social. Lembrando que, o sedentarismo não é uma condição neutra, é um fator de risco. Então, se você for sedentário o risco é aumentado para doenças cardiovasculares, problemas cognitivos, de quedas e problemas ortopédicos, de capacidade pulmonar entre outros.

Por fim, recomendamos para quem puder, ter um acompanhamento profissional para a prática dos exercícios, pois compreender como seu corpo funciona e reage aos estímulos, os movimentos, além do suporte e motivação, faz toda a diferença, especialmente para quem quer iniciar e é sedentário e precisará lidar com as dores que decorrem do exercício, a preguiça de se movimentar nos dias frios, o medo de estar praticando de forma errada e se lesionar, a escolha do exercício conforme o objetivo seja condicionamento, força, resistência, coordenação ou equilíbrio.

Sedentarismo não combina com longevidade. Manter seu corpo ativo, também garantirá uma memória saudável!

Somos uma empresa especializada em cuidadores e babás, há mais de 10 anos no mercado. Acompanhamos a implantação durante a adaptação para que você e sua família se sintam seguros e confortáveis.

grupo cuidar

 

 

Referências:

https://scielosp.org/article/csc/2019.v24n11/4163-4170/

https://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1578-84232019000300001

https://repositorio.ucs.br/xmlui/bitstream/handle/11338/5643/TCC%20Nicole%20Carolina%20Salvador%20Machado.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Leave a Reply

Your email address will not be published.