Boas práticas para o convívio com a babá!

Boas práticas para o convívio com a babá!

5 dicas para criar uma relação de confiança.

Para muitas famílias a pandemia trouxe uma maior aproximação e convívio entre pais, filhos e os colaboradores domésticos no período de isolamento social. Sabemos que mesmo com o fim da quarentena e a volta presencial do trabalho, a rotina de home office deve permanecer em algum grau. Considerando isso e as relações que envolvem a família, para o bom funcionamento da casa devemos seguir um manual de boas práticas, e a babá tem um papel muito importante dentro deste contexto, pois ela cuidará da criança na presença ou na ausência de algum membro da família.

Boas práticas para um bom relacionamento profissional

Criar uma relação de confiança, em qualquer tipo de ambiente, requer tempo e dedicação. Com sua babá não é diferente, e pensando nisto separamos algumas dicas que podem te ajudar neste processo.

Organização

Independente da idade, a criança precisa ter uma rotina organizada, e isso facilita o funcionamento da casa e, também, as tarefas da babá. Oriente a profissional como é a rotina da casa e o que se espera do seu trabalho.

Ter uma rotina traz inúmeros benefícios, facilita o desenvolvimento da criança, traz mais praticidade no dia a dia e otimiza a comunicação. Além disso, quando todos estão alinhados com que precisa ser realizado, as tarefas se tornam mais fáceis, e a babá saberá como agir diante de alguma dificuldade.

Para facilitar sua organização preparamos uma agenda diária para babás.

Clique aqui para fazer o download!

Empatia

Do ponto de vista da psicologia, a empatia é o processo de identificação em que o indivíduo se coloca no lugar do outro e, com base em suas próprias suposições ou impressões, tenta compreender o comportamento do outro.

De acordo com o site poderdaescuta.com.br, a empatia não é um sentimento, mas uma habilidade socioemocional. Ela é um traço importante no âmbito da inteligência emocional, pois permite reconhecer, compreender e responder às emoções alheias com precisão. Portanto, promova diálogos e troca de ideias para que ambas as partes possam compartilhar opiniões.

Educação e Respeito

A educação e o respeito devem ser praticados entre todas as partes diariamente desde o primeiro contato com a profissional.

Todos os envolvidos devem ser cordiais e lembrar de dizer “por favor”, “obrigado”, “com licença” sempre que necessário. Não hesite em orientar a babá para que ela faça o mesmo com todos os membros da família, especialmente com a criança.

E como a criança aprende também a reproduzir os comportamentos observados, é importante que os pais deem o exemplo a seguir, respeitando obrigações, horários e as regras da casa.

Chame a babá pelo nome, em caso de apelidos solicite primeiro o seu consentimento.

Evitar temas preconceituosos ou questões pessoais e íntimas, apesar da babá conviver diariamente dentro da sua casa, a intimidade da relação deve permanecer no campo profissional.

Erros ou conflitos devem ser tratados com serenidade através do diálogo para o entendimento da situação. Caso haja a necessidade de fazer uma crítica, tente apresentá-la em um formato de sugestão, transformando a crítica em algo construtivo.

Desenvolva uma relação cordial com regras claras e transparentes, em que todos se sintam parte de uma mesma equipe.

Reconhecimento e conquistas

Os neurocientistas explicam que quando recebemos um elogio, liberamos dopamina em nosso cérebro, neurotransmissor responsável pela sensação de satisfação e prazer, o que reflete diretamente na eficiência e produtividade da pessoa.

Reconhecer e elogiar é uma excelente forma para a babá se sentir motivada à buscar novos aprendizados e realizar suas tarefas sempre da melhor forma possível, pois entende que o reconhecimento profissional está relacionado com boas práticas diárias e um ciclo de dedicação contínua.

Vale pontuar que algumas conquistas da própria criança serão presenciadas pela profissional, pelo fato de ela passar uma boa parte do tempo com os pequenos. Lembre-se que não existe hora e nem data marcada para as primeiras interações do bebê. O desenvolvimento da criança deve ser cercado de estímulos e cuidados, e a babá através da orientação da família terá um papel importante em todas as fases do crescimento. Então, elogie e agradeça a profissional quando ela apresentar bons resultados e objetivos forem alcançados.

Uma dica, aproveite as datas comemorativas para externar sua gratidão em relação ao trabalho profissional da babá.

Home Office

Quando os pais estão na casa, é comum que a criança queira brincar ou contar o seu dia. Com o home office, os pais muitas vezes estão em reunião e precisam da sua privacidade respeitada, então vale combinar uma regra para que os pais não sejam interrompidos nesse momento, como por exemplo, uma plaquinha pendurada na porta.

Isso pode até virar uma brincadeira divertida para a criança, pois é natural que a criança seja curiosa e explore fatos que estejam acontecendo na casa.

Leia também em nosso blog:

__

Somos uma empresa especializada em cuidadores e babás, há mais de 15 anos no mercado. Acompanhamos a adaptação durante a implantação do serviço, para que você e sua família se sintam seguros e confortáveis. Oferecemos:

Serviços de Babás em São Paulo:

  • Babá período integral
  • Babá meio período
  • Babá folguista
  • Babá para crianças com necessidades especiais

Serviços de cuidadores de idosos em São Paulo:

  • Cuidador para intrahospitalar
  • Cuidador para desospitalização / transição de cuidados
  • Cuidador para instituição de longa permanência
  • Cuidador para pessoas com necessidades especiais
  • Cuidador para acompanhamento em exames
  • Cuidador para acompanhamento domiciliar

Siga nosso Instagram!

grupo cuidar

 

 

Fonte: https://www.gupy.io/blog

Leave a Reply

Your email address will not be published.