Como saber se a criança está crescendo ou não?

Como saber se a criança está crescendo ou não?

O crescimento normal de uma criança é o maior sinal de que está tudo bem com sua saúde!

Para entender se sua criança está crescendo ou não, basta observar sinais simples como o intervalo entre as trocas da numeração da roupa ou do sapato, e também observar se a estatura está parecida com demais crianças da mesma idade.

Desde a os primeiros dias de gestação o acompanhamento do crescimento de uma criança é fundamental para seu desenvolvimento. Após o nascimento o peso e altura devem ser monitorados até os 18 anos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o crescimento normal de uma criança é o maior sinal de que está tudo bem com sua saúde. Contudo, o crescimento do ser humano depende, também, de fatores como: hereditariedade, funcionamento do sistema neuroendócrino, características do meio ambiente e nutrição.

A preocupação dos pais em relação a tamanho dos filhos, seja a baixa estatura ou o gigantismo, está relacionada à pressão da sociedade em colocar as pessoas dentro de padrões estéticos, e esta preocupação é legitima, uma vez que ainda vivemos em uma sociedade que sofre com preconceitos estruturais.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, para avaliar o ritmo de desenvolvimento, os médicos utilizam a velocidade de crescimento. Para isso é preciso ter pelo menos duas medidas de estatura e um intervalo de tempo entre elas.

No primeiro ano de vida, a média de crescimento das crianças é de 25cm, já no segundo é de 12cm. A média cai para 7 ou 8cm no terceiro ano e, a partir dos quatro, a média é de 5 a 7cm. Antes de entrar na puberdade, o crescimento desacelera. Mas, durante essa época, pode chegar a ser de 10 a 12 cm por ano. Depois, volta a diminuir, até que a pessoa pare de crescer, e isto pode ocorrer entre os 15 e 20 anos de idade. 

Qual é o especialista que trata do crescimento?

Será o Pediatra que iniciará o acompanhamento do crescimento da criança com base nas curvas da OMS (2006):

Também será o pediatra que poderá identificar precocemente qualquer tipo de alteração ligada ao crescimento. Caso haja a necessidade de uma investigação específica, o Endocrinologista Pediátrico deverá ser consultado.

A Endocrinologia Pediátrica é uma área de atuação que requer a interação de conhecimentos pediátrico e de endocrinologia para diagnóstico e tratamento de disfunções hormonais, que se instalem desde o período neonatal até o final da adolescência (20 anos). Tais alterações hormonais determinam repercussões sobre o crescimento, o desenvolvimento e o metabolismo de um organismo em fase de maturação, devendo, por isso, serem considerados os aspectos peculiares de cada fase do desenvolvimento. “Dr. Carlos Longui, membro do Departamento de Endocrinologia Pediátrica da SBEM”.

É importante lembrar que até os dois primeiros anos de vida, a alimentação é o fator mais importante para o crescimento. Após essa idade, fatores como hereditariedade e o hormônio do crescimento (GH) passam a determinar a altura. Porém, não só eles como também a nutrição, atividade física, doenças, uso de medicamentos e fatores psicológicos irão influenciar no crescimento. Quanto mais cedo identificar alterações na estatura da criança, mais chances de evitar doenças relacionadas.

Somos uma empresa especializada em cuidadores e babás, há mais de 10 anos no mercado. Acompanhamos a implantação durante a adaptação com a criança para que você e sua família se sintam seguros e confortáveis.

Siga nosso Instagram e acompanhe todos os conteúdos que criamos especialmente para você!

 

Fontes:
https://www.endocrino.org.br/
https://www.endocrino.org.br
https://www.sbp.com.br

Leave a Reply

Your email address will not be published.