Por que o emocional da mulher muda durante a gravidez?

Por que o emocional da mulher muda durante a gravidez?

O turbilhão de emoções durante a gestação!

O resultado positivo do teste de gravidez é um dos momentos mais emocionantes para as mulheres. Ao mesmo tempo é uma explosão de felicidade, misturado com diversos outros sentimentos como medo, insegurança e ansiedade. Tudo se mistura em frações de segundos e em alta dosagem. Mas não se preocupe, a ciência explica exatamente o que acontece com o corpo feminino a partir do desenvolvimento do bebê. Os hormônios gestacionais são um dos motivos pelo qual as mulheres ficam oscilando emocionalmente, pois eles tem a função de aumentar a capacidade da mulher em armazenar energia.

Primeiro trimestre

Cada fase da gravidez é uma mudança no corpo e na mente da mulher. O primeiro trimestre, o início da gestação, é marcado pelo pico da ação hormonal do Beta HCG e da progesterona que tem a função em adequar o útero para receber o embrião. Enjoos constantes, alterações no humor, mudanças no apetite e no sono serão mais intensos os 3 primeiros meses, além dos reflexos motores ficarem mais lentos devido o aumento de líquido no cérebro causado pela progesterona.

Segundo trimestre

Depois da tempestade vem a bonança! Apesar dos hormônios estarem atuantes, a sensação é que o pior já passou, e agora já é possível perceber os seios e a barriga maiores. Nesta fase a ansiedade ainda é alta, pois agora começam as preocupações em relação a condição física do feto. É neste período que são realizados exames que podem constatar patologias genéticas. Porém as evidências físicas trazem muitas alegrias para a gestante, uma vez que já é possível sentir o bebê mexer e escutar as batidas aceleradas do coração.

As mudanças no corpo são inevitáveis, aumento de peso, retenção de líquido, dores nas costas e dores nas pernas são alguns dos sintomas mais comuns. Manter uma alimentação saudável e praticar exercícios devem fazer parte da rotina de todas as gestantes, até mesmo para aquelas que passam pela gestação com poucos sintomas. Esses cuidados irão ajudar a mãe, o bebê e, o momento mais esperado, o dia do nascimento.

Terceiro trimestre

Na reta final o turbilhão de emoções volta a aflorar. Cansaço físico, lapso na memória, dificuldade para dormir, irritação, insegurança com relação à saúde do bebê, a hora do parto e tudo que ainda precisa ser feito para a chegada da criança.

Não se preocupe! Todos os sintomas e sentimentos são consequências naturais e tradicionais da gestação. Vale lembrar que fatores externos podem influenciar as emoções neste momento importante da vida. Por este motivo seguem algumas orientações para ajudar as mães a enfrentar todas as fases de forma saudável e tranquila:

  • Busque por orientação médica a partir do resultado positivo da gravidez, ter um médico que te acompanhe durante toda a gestação trará mais segurança em todas as fases.
  • O sentimento de tristeza e solidão são bem comuns, por esse motivo mantenha um diálogo aberto com seu parceiro, familiares, amigos e obstetra. Converse com outras mães, a troca de experiências é enriquecedora e tranquilizante.
  • Como já comentamos, a prática de atividades físicas e ou algum tipo de hobby será muito saudável para mãe e para o bebê.
  • Evite ambientes agitados ou com conflitos, envolva o pai e demais filhos sempre que possível, reserve um tempo para descansar e aproveite cada fase da sua barriga.

Leia também em nosso blog:

Estou grávida! Quais exames pré-natais devo fazer?

O que a gestante deve considerar na escolha da maternidade em tempos de pandemia

Somos uma empresa especializada em cuidadores e babás, há mais de 10 anos no mercado. Acompanhamos a implantação durante a adaptação com a criança para que você e sua família se sintam seguros e confortáveis.

Siga nosso Instagram e acompanhe todos os conteúdos que criamos especialmente para as mamães.

 

 

Fonte: bebe.abril.com.br

Leave a Reply

Your email address will not be published.